Terça-feira, dia 18 de Dezembro de 2018 - Agência de Notícias da cidade Portal do Pantanal
EVENTOS
SOCIAL
ANIVERSÁRIOS
LAZER
04/10/2018 - 11:15
Prevenção ao câncer de colo de útero também é tema do Outubro Rosa
Clínica reverte parte das vendas da vacina contra o HPV à AACC
Gabriela Borsari
 
 
 
Ampliar
 
No Outubro Rosa, além da prevenção ao Câncer de Mama, também há a campanha sobre o Câncer do Colo de Útero, que ainda mata cerca de 5 mil brasileiras por ano. A cada 2 minutos, no mundo, uma mulher morre em virtude do câncer de colo de útero. O HPV (Papiloma Vírus Humano) é a principal causa do câncer de colo uterino, o segundo que mais vitima mulheres no Brasil, perdendo apenas para o de mama, segundo dados do InCa (Instituto Nacional do Câncer). Diferente deste, o de colo de útero é facilmente prevenível pelo exame preventivo anual (Papanicolaou). 

Grande parte da população não sabe que existe uma vacina para prevenir o câncer do colo do útero. De acordo com dados do InCa, mais de 90% das mulheres que têm esse tipo de câncer foram antes infectadas pelo HPV, do qual existem mais de 200 subtipos. Desenvolvida principalmente a adolescentes que ainda não iniciaram a vida sexual, é indicada para a faixa etária dos nove aos 26 anos, sendo dividida em duas doses até 15 anos e três doses acima dessa idade. 

Em 2014, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a vacina às mulheres de até 45 anos e também aos homens até os 26 anos. A vacina é disponibilizada em dois tipos: a quadrivalente combate os subtipos 6, 11, 16 e 18 (protege contra o câncer e o condiloma acuminado, as verrugas genitais). Já a bivalente protege contra os subtipos 16 e 18, que causam o câncer de colo uterino.

A vacina contra o HPV é extremamente segura e eficiente, e pode ser utilizada por meninas e mulheres, dos 9 aos 45 anos para prevenir este câncer. Também protege contra outros tipos de câncer relacionados ao vírus do HPV, e, dependendo da vacina, contra verrugas genitais.

Segundo o Dr. Alberto Jorge Félix Costa CRM-MS 1266, médico e diretor técnico responsável da Imunitá Centro de Imunização, a vacina contra o HPV, juntamente com o acompanhamento periódico com o médico ginecologista, e a realização periódica do exame de Papanicolau, garantem a proteção da mulher contra o Câncer do Colo de Útero. “Mas é importante ressaltar que o uso do preservativo também é fundamental”, explica. 

O HPV pode ser eliminado naturalmente pelo organismo. Pode, contudo, levar até dez anos para se manifestar, e a infecção ser assintomática durante esse tempo. Dor nas relações sexuais e sangramentos fora do período menstrual são sinais de alerta.  A vacina do HPV é uma vacina contra um importante e perigoso tipo de câncer, que pode ser prevenido.

AÇÃO SOCIAL

Durante o mês de outubro, haverá valores promocionais para as vacinas contra o HPV e parte das vendas será revertida a AACC – Associação dos Amigos das Crianças com Câncer.
 
Curtiu o Aquidauana News?
Mais notícias
 
04 de Outubro de 2018
07:30
 
03 de Outubro de 2018
18:00
 
 
 
 
 
 
 
 
17:00
 
 
16:45
 
 
16:30
 
 
16:15
 
 
16:00
 
 
15:45
 
 
15:30
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
14:15
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
12:00
 
 
 
 
11:30
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
10:15
 
 
 
 
 
 
09:30
 
 
09:15
 
 
09:00
 
 
 
 
08:30
 
 
 
 
08:00
 
 
 
 
07:30
 Busca por data:
Aquidauana News - Junho de 2002 - Todos os direitos reservados CW Assessoria e Marketing
Editor Responsável - Wilson de Carvalho - (67) 9908-2687 - ducarvalho@terra.com.br