Segunda-feira, dia 25 de Setembro de 2017 - Agência de Notícias da cidade Portal do Pantanal
EVENTOS
SOCIAL
ANIVERSÁRIOS
LAZER
18/04/2017 - 15:36
Reinaldo diz que não vai tirar dinheiro de hospital para terminar Aquário
 
 
 
(Foto: Arquivo)
Ampliar
Obra do Aquário do Pantanal ainda está parada em Campo Grande
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que não vai retirar dinheiro de hospital, para terminar a obra do Aquário do Pantanal. "O projeto foi totalmente desconfigurado, ainda estamos buscando uma parceria privada para concluí-lo, até agora já se gastou R$ 203 milhões e ainda faltam R$ 50 milhões", disse ele.

Reinaldo lembrou que aguarda uma resposta da empresa Cataratas do Iguaçu, vencedora da licitação, para administrar o Aquário, sobre a possibilidade de uma parceria, para o término da obra, que teve início da gestão do ex-governador André Puccinelli (PMDB). "Por enquanto não temos resultados na prática", disse o tucano, durante evento no Museu de Arte Contemporânea.

Desde o começo da gestão, o governador garantiu que iria terminar a obra do Aquário, mesmo ressaltando que se estivesse na gestão anterior, o projeto não seria sua prioridade. Ele chegou a montar uma comissão com representantes da sociedade civil e órgãos públicos, como Tribunal de Contas e MPE (Ministério Público Estadual), para acompanhar todo o desenrolar da história.

O primeiro entrave foi com a empresa Proteco, que estava realizando a obra, mas foi denunciada por irregularidades na Operação Lama Asfáltica. O governo então tentou um acordo com a Egelte, que tinha vencido a licitação para construir o Aquário. Por discordâncias, a questão foi parar na Justiça, até que se chegar a uma solução.

Faltando ainda R$ 50 milhões para terminar a obra, o governo estadual decidiu buscar uma parceria com a iniciativa privada, para concluir o projeto, aguardando uma resposta da Cataratas do Iguaçu, que irá administrar o Aquário do Pantanal, após ele ser finalizado.

Contratos - No último dia 28 de março, o governo resolveu parar o contrato com a empresa Clima Teck Climatização, por um período de quatro meses. Segundo o secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, enquanto não tiver uma solução para o término da obra, não poderia continuar com a empresa.

Também nesta oportunidade foi prorrogado a paralisação da execução do sistema de ar condicionado, ventilação e exaustão mecânica do prédio. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) destaca que o custo para obra já foi aditivado em 25%, o máximo permitido pela legislação.
Campo Grande News
 
Curtiu o Aquidauana News?
Mais notícias
 
18 de Abril de 2017
07:45
 
 
07:30
 
 
07:15
 
 
 
17 de Abril de 2017
18:00
 
 
17:50
 
 
17:49
 
 
17:36
 
 
17:23
 
 
17:10
 
 
 
 
 
 
16:22
 
 
16:09
 
 
16:03
 
 
15:55
 
 
 
 
15:28
 
 
15:14
 
 
15:00
 
 
14:49
 
 
14:36
 
 
14:23
 
 
 
 
13:56
 
 
13:42
 
 
13:28
 
 
13:14
 
 
13:00
 
 
12:45
 
 
12:30
 
 
12:15
 
 
12:00
 
 
11:45
 
 
 
 
11:15
 
 
11:00
 
 
10:50
 
 
10:39
 
 
10:26
 
 
10:13
 
 
10:00
 
 
09:45
 
 
 
 
09:15
 
 
09:00
 
 
08:50
 
 
08:39
 
 
08:26
 
 
08:13
 
 
08:00
 
 
07:45
 
 
 
 
 
 
07:00
 Busca por data:
Aquidauana News - Junho de 2002 - Todos os direitos reservados CW Assessoria e Marketing
Editor Responsável - Wilson de Carvalho - (67) 9908-2687 - ducarvalho@terra.com.br