Terça-feira, dia 17 de Outubro de 2017 - Agência de Notícias da cidade Portal do Pantanal
EVENTOS
SOCIAL
ANIVERSÁRIOS
LAZER
16/05/2017 - 08:30
Médicos somem dos postos da Capital e atenção básica fica comprometida
 
 
 
Foto: Gerson Oliveira/Correio do Estado
Ampliar
Ontem, no CRS do Aero Rancho, só um médico estava atendendo e apenas casos de emergência
Licenças médicas, exonerações e falta de profissionais interessados em atuar na rede municipal de saúde deixam as unidades de Campo Grande lotadas de pacientes e sem médicos para atender à demanda.

O próprio secretário municipal de Saúde, Marcelo Vilela, admite que não há profissionais suficientes para atender a população da Capital. “Estamos sem médicos em várias unidades básicas”, afirmou.

O deficit de médicos é de, pelo menos, 11% na Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). Atualmente, são 1.070 profissionais dessa área atuando em 82 unidades, enquanto a quantidade ideal é de, no mínimo, 1,2 mil. 

Apesar de não parecer muito, o porcentual tem comprometido consideravelmente o atendimento. A situação se agravou mais entre janeiro e março deste ano, quando 136 profissionais deixaram de atender o município.

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e as Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) são as que mais sofrem o impacto.

*Leia reportagem, de Tainá Jara, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.
Correio Do Estado
 
Curtiu o Aquidauana News?
Mais notícias
 
16 de Maio de 2017
07:13
 
 
 
15 de Maio de 2017
18:00
 
 
17:45
 
 
17:30
 
 
17:15
 
 
17:00
 
 
16:45
 
 
16:30
 
 
16:15
 
 
16:00
 
 
15:45
 
 
 
 
 
 
15:00
 
 
 
 
14:30
 
 
 
 
14:00
 
 
13:45
 
 
13:30
 
 
13:15
 
 
 
 
12:45
 
 
12:45
 
 
12:30
 
 
12:15
 
 
 
 
11:45
 
 
11:30
 
 
11:15
 
 
 
 
10:45
 
 
 
 
10:15
 
 
10:00
 
 
09:45
 
 
09:30
 
 
09:15
 
 
09:00
 
 
08:45
 
 
 
 
08:15
 
 
08:00
 Busca por data:
Aquidauana News - Junho de 2002 - Todos os direitos reservados CW Assessoria e Marketing
Editor Responsável - Wilson de Carvalho - (67) 9908-2687 - [email protected]